Como são realizados o Pré e o Pós-operatório da Rinoplastia?

Publicado em: 06/01/2020

Pré e Pós-operatório de Rinoplastia

 

Vimos no texto “Cirurgia Plástica no Nariz: como é realizada?”, que a Rinoplastia é indicada tanto para pessoas que buscam um novo formato para seu nariz, deixando-o em harmonia com a sua face, quanto para os pacientes com problemas funcionais, como dificuldades para respirar.

O ideal é que as alterações estéticas e funcionais do nariz sejam corrigidas no mesmo procedimento cirúrgico. Assim, conseguimos otimizar a recuperação pós-operatória do paciente, proporcionando benefícios estéticos e funcionais” – Dr. Waldir Carreirão Neto, Otorrinolaringologista e Cirurgião da Face (CRM/SC 10892 – RQE 8167).

No entanto, independente da técnica utilizada na Rinoplastia, citadas no texto anterior, alguns cuidados devem ser tomados antes e logo após a cirurgia. Os cuidados Pré e Pós-operatórios são fundamentais para segurança e bem estar do paciente. Além disso, eles também potencializam os resultados do procedimento. Abaixo, nós explicaremos como eles são realizados.

 

Pré-operatório da Rinoplastia

No pré-operatório da Rinoplastia, a consulta com o médico responsável é muito importante para adequada avaliação da estrutura do nariz e programação da cirurgia. Nesta consulta, o especialista poderá identificar quais são as principais queixas do paciente em relação ao seu nariz. Ainda, será possível avaliar o nariz através de uma exame físico detalhado, de fotos digitais padronizadas e simulações de computador.

“As simulações de computador são uma ferramenta importante, tanto para o médico entender melhor aquilo que paciente deseja, como também para analisar, através de medidas objetivas, quais as alterações necessárias para se atingir o resultado desejado. Porém, a simulação computadorizada não deve jamais ser confundida com uma promessa de resultados.” – Dr. Waldir Carreirão Neto, Otorrinolaringologista e Cirurgião da Face (CRM/SC 10892 – RQE 8167).  

Entre os exames que podem ser necessários no pré-operatório da Rinoplastia, estão a endoscopia nasal (realizadas durante a consulta pré-operatória pelo próprio cirurgião responsável pela rinoplastia) e as tomografias computadorizadas. Além disso, são também  solicitados exames gerais (cardiológicos, hemograma, coagulograma) para avaliação pré-anestésica.  

 

Pós-operatório da Rinoplastia

No pós-operatório da Rinoplastia são esperados edemas (inchaços) e equimoses (roxos) principalmente ao redor do olhos do paciente. Porém, com técnicas cada vez mais apuradas e a utilização de instrumentos cada vez mais delicados, esses achados do pós-operatório tornam-se cada vez mais leves e menos duradouros.

 “A realização de compressas de gelo na face e o repouso nos primeiros dias de pós-operatório são fundamentais para amenizar esses efeitos. Outra dica é evitar a exposição solar intensa, além da utilização de protetor solar na face desde o primeiro dia de pós-operatório. Estes cuidados são importantes para evitar que as equimoses tornem-se olheiras no pós-operatório tardio” – Dr. Waldir Carreirão Neto, Otorrinolaringologista e Cirurgião da Face (CRM/SC 10892 – RQE 8167).

Durante a Rinoplastia, a porção interna do nariz é tratada com o auxílio da videoendoscopia. Dessa forma não há necessidade da utilização de tampão nasal. Isso permite que o paciente possa acordar da anestesia respirando normalmente pelo nariz. No entanto, após as primeiras horas de cirurgia, os pacientes podem apresentar certa dificuldade de respirar pelo nariz por conta dos edemas. 

Secreção nasal com pequena quantidade de sangue também são comuns. A higiene nasal com o auxílio de soro fisiológico é muito importante nesta fase. Não se deve jamais tentar assoar o nariz ou limpar sua porção interna com instrumentos ou com as próprias mãos. Apenas a lavagem nasal com soro fisiológico é indicada no pós-operatório da Rinoplastia. 

Outra orientação importante é sobre a utilização de medicamentos: o paciente deve utilizar apenas os medicamentos prescritos ou liberados pelo seu médico no período de 7 dias antes da cirurgia e até 21 dias após a cirurgia. Medicamentos aparentemente inofensivos, como antigripais, por exemplo, podem conter substâncias que prejudicam a cicatrização e a recuperação pós-operatória, causando sangramentos.

 

Cuidados com o Curativo

Após a Rinoplastia, com o paciente ainda anestesiado, um curativo sobre o nariz é feito com o auxílio de micropore. Um molde de plástico especial termomoldável também é realizado, substituindo o antigo gesso. Este curativo não deve ser manipulado pelo paciente. O próprio cirurgião responsável é quem faz a retirada cerca de 7 dias depois. 

Enquanto o paciente estiver com o curativo, banhos corporais são permitidos, desde que não molhem a face e o nariz. Neste período, a higiene facial pode ser realizada com auxílio de algodões embebidos com loção micelar. 

Outra dica importante é sobre a utilização de telefones celulares e tablets neste período de pós-operatório: estes aparelhos podem, em alguns casos, tornarem-se fontes de bactérias, que por sua vez podem causar infecções no local da cirurgia. Sendo assim, a utilização desse aparelhos no período de pós-operatório é permitida, porém recomenda-se a higienização das mãos logo após utilizá-los” – Dr. Waldir Carreirão Neto, Otorrinolaringologista e Cirurgião da Face (CRM/SC 10892 – RQE 8167).

Na Rinoplastia, grande maioria das suturas (pontos) são realizadas com fios absorvíveis. Assim, não há necessidade de retirá-los, pois serão naturalmente absorvidas pelo organismo. Apenas no acesso aberto, na região da columela, alguns pontos na pele são realizados com fios inabsorvíveis, sendo retirados entre 7 e 10 dias de pós operatório. Após sua retirada, recomenda-se a utilização de medicamento tópico a base de gel que otimiza a cicatrização no local.

“Recomenda-se repouso principalmente nesses primeiros 5 a 7 dias de pós-operatório. Já as atividades físicas vigorosas (corridas, musculação, etc) podem ser retomadas geralmente após 3 semanas, a depender de avaliação médica” – Dr. Waldir Carreirão Neto, Otorrinolaringologista e Cirurgião da Face (CRM/SC 10892 – RQE 8167).

Sinta-se bem e respire melhor. Faça a Rinoplastia com profissionais experientes e atualizados. Os médicos da Clínica Carreirão podem lhe ajudar. Conte conosco!

Sobre o Autor

Waldir Carreirão
Waldir Carreirão
O Dr. Waldir Carreirão (CRM/SC 10892 RQE 8167) possui Residência Médica em Otorrinolaringologia no Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP, com título de Especialista em Otorrinolaringologia e Cirurgia Cérvico Facial pela Associação Brasileira de Otorrinolaringologia e Cirurgia Cérvico Facial e Associação Médica Brasileira (AMB).

Também realizou Complementação Especializada (Fellowship) em Cirurgia Plástica Facial e Doutorado pela Faculdade de Medicina da USP. Atualmente, é membro da Associação Brasileira de Otorrinolaringologia e Cirurgia Cérvico Facial, membro titular da Academia Brasileira de Cirurgia Plástica da Face e membro da International Federation of Facial Plastic Surgery Societies (IFFPSS).

É Professor Adjunto de Otorrinolaringologia da Graduação de Medicina da Universidade Federal de Santa Catarina e Médico Otorrinolaringologista no Hospital Universitário da UFSC. Sua área de atuação dentro da Otorrinolaringologia possui Ênfase em Rinoplastia e Cirurgias Nasais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *