Preenchimento labial: as principais dúvidas

Publicado em: 13/09/2021

Ter lábios grandes, bem desenhados e carnudos é o desejo de muitas mulheres. E o preenchimento labial pode realizar esse sonho. 

“Não basta apenas injetar o ácido hialurônico. O preenchimento labial é um procedimento delicado. Ele exige uma avaliação personalizada e um planejamento cuidadoso. O volume e o contorno da boca devem levar em conta toda a harmonia do rosto da paciente” – Dra. Marcela Camera Carreirão (CRM/SC 18545 – RQE 14991), Dermatologista em Florianópolis/SC.

No entanto, o procedimento vem sendo banalizado. Diversos profissionais estão oferecendo o serviço com resultados decepcionantes e assustadores.

Abaixo, a Dra. Marcela Camera Carreirão esclarece as principais dúvidas sobre o preenchimento labial.

Quais são os produtos utilizados no preenchimento labial?

O ácido hialurônico específico para os lábios é o produto mais indicado e mais seguro para o procedimento. Trata-se de uma substância presente naturalmente em nosso organismo.

Como o preenchimento labial é realizado?

Dependendo do paciente, o preenchimento labial pode ser utilizado para valorizar o contorno da boca, aumentar o volume ou a projeção dos lábios. 

Por isso, a primeira coisa a ser feita em um preenchimento labial é uma avaliação cuidadosa. Além das questões de saúde, cabe ao médico identificar quais são os objetivos da pessoa e analisar as suas características físicas.

O ideal, é que os lábios sejam proporcionais e estejam em equilíbrio com todo o rosto da paciente, ressaltando a sua beleza de forma natural. O médico deve planejar e fazer o tratamento com foco nos desejos e na melhor harmonia para cada pessoa. 

O preenchimento labial é feito no consultório ou no hospital?

O procedimento é realizado em nossa clínica, sem necessidade de internação hospitalar. 

É utilizada anestesia tópica (em forma de creme), gelo, anestesia vibratória e em alguns casos bloqueio anestésico. A escolha do método ( agulha ou cânula) é feita de acordo com a anatomia de cada lábio e em conjunto com o paciente. 

O paciente pode retomar as suas atividades no mesmo dia.

Clique aqui e agende o seu preenchimento labial.

O resultado final já aparece na hora?

Não. No geral, os lábios das pacientes costumam ficar inchados por cerca de 48 a 72 horas após o preenchimento labial. Em alguns casos, eles podem ficar até um pouco roxos no local da aplicação caso algum vasinho seja perfurado.

O resultado do procedimento costuma demorar alguns dias e só aparece totalmente após três semanas. Nesse período, nós recomendamos que a paciente volte ao consultório, para ser avaliada.

Quanto tempo dura o preenchimento labial?

O procedimento com ácido hialurônico é temporário e costuma necessitar de manutenção a cada aproximadamente 8 meses. Nessas ocasiões, uma menor quantidade de substância é injetada.

Quais são os riscos?

O principal risco do preenchimento labial está relacionado à falta de satisfação com o resultado final. Muitas pessoas chegam a nossa clínica com a boca assimétrica, sem harmonia, após realizarem o procedimento em outros lugares, com profissionais de outras áreas.

Por isso é tão importante realizar o procedimento com o médico dermatologista ou cirurgião plástico. Somente estes profissionais têm condições de avaliar a saúde e a estética da paciente. E de realizar os procedimentos com as técnicas mais modernas e adequadas.

Outro risco importante é a oclusão de vasos e ocasionar a necrose dos tecidos. A maioria dos casos é reversível se tratada imediatamente. 

Quais as contra-indicações?

Toda paciente deve ser avaliado por um médico. No geral, as contra-indicações são para gestantes e pessoas com doenças autoimunes.

Faça o seu preenchimento labial com naturalidade. Consulte um médico dermatologista de fuja dos resultados artificiais. A Dra. Marcela Camera Carreirão pode ajudar. Entre em contato conosco!

Sobre o Autor

Marcela Carreirão
Marcela Carreirão
Formada em Medicina pela Universidade do Oeste Paulista, a Dra. Marcela Camera Carreirão (CRM/SC 18545 RQE 10574 e RQE14991) é especialista em Dermatologia pelo Instituto Superior de Medicina Dermatológica de São Paulo e especialista em Cirurgia Facial, Otorrinolaringologia pelo Hospital Paulista.

Possui título de especialista em Dermatologia pela Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD) e pela Associação Médica Brasileira (AMB); título de especialista em Otorrinolaringologia pela Associação Brasileira de Otorrinolaringologia e Cirurgia Cérvico Facial (ABORL CCF) e pela Associação Médica Brasileira (AMB).

Também é membro titular da Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD), membro titular da Academia Americana de Dermatologia (AAD), membro titular da Associação Brasileira de Otorrinolaringologia e Cirurgia Cérvico-Facial e membro da Academia Brasileira de Cirurgia Plástica da Face.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *