Nutracêuticos: principais indicações na dermatologia

Publicado em: 08/02/2021

Médica dermatologista.

Os nutracêuticos são suplementos alimentares que possuem compostos bioativos benéficos para o organismo. Estas substâncias são extraídas de alimentos, plantas e raízes. Quando ingeridas de forma concentrada, possuem efeitos semelhantes ao de medicamentos.

Na dermatologia, os nutracêuticos são utilizados tanto em tratamentos estéticos quanto para prevenir e tratar doenças.

“Os nutracêuticos podem trazer vários benefícios para a pele. O uso dessas substâncias potencializa os tratamentos realizados com cremes e os procedimentos feitos na clínica. É um cuidado que vem de dentro pra fora e que faz parte de uma estratégia completa de saúde e beleza.” – Dra. Marcela Camera Carreirão (CRM/SC 18545 – RQE 14991), Dermatologista em Florianópolis/SC. 

Principais efeitos 

Os nutracêuticos costumam possuir efeito antioxidante, reduzindo a produção de radicais livres no organismo. Assim, é possível prevenir certos danos provocados pelo meio-ambiente sobre a pele e reduzir, em certa medida, as marcas provocadas pelo processo de envelhecimento.

Dependendo da indicação do médico dermatologista, o nutracêutico pode ser utilizado para estimular a produção de colágeno. Existem substâncias em cápsulas capazes, até mesmo, de provocar um efeito fotoprotetor, ideal para os meses de verão.

Com os nutracêuticos também é possível, em determinados casos, reduzir a hiperpigmentação da pele e melhorar o melasma e promover a hidratação da pele seca.

Nutracêuticos: Indicações

Vimos que os nutracêuticos são utilizados como adjuvantes em um tratamento dermatológico mais amplo. 

Na Clínica Carreirão, a Dra Marcela Camera Carreirão, Médica Dermatologista, costuma recomendar o uso de nutracêuticos nos casos de:

  • Estimulação de colágeno e rejuvenescimento: nesses casos, são indicados nutracêuticos a base de peptídeos de colágeno, vitamina c, selênio, flavonoides, arginina, entre outros. Eles compõem,  junto com procedimentos como o Ultraformer e o Laser Fracionado e substâncias como o Sculptra e Radiesse, uma estratégia ampla de rejuvenescimento.
  • Proteção solar e prevenção de melasmas: flavonóides, carotenóides, picnogenol e polypodium leucotomos são nutracêuticos indicados para diminuir os impactos dos raios solares na pele.
  • Queda de cabelos e unhas fracas: podem ser corrigidas e prevenidas com nutracêuticos a base de biotina, zinco, cobre e vitaminas A, C e D.
  • Hidratação da pele: nesses casos, podem ser indicados nutracêuticos a base de ômegas 3 e luteína.

É importante lembrar que o uso de nutracêuticos deve ser prescrito e orientado pelo Médico Dermatologista:

“Algumas substâncias podem desencadear efeitos não indicados para determinados pacientes, como alterações renais e hepáticas. Existem também as pessoas com alergia a componentes das fórmulas dos nutracêuticos. Cada caso deve ser analisado individualmente pelo Médico Dermatologista responsável.” – Dra. Marcela Camera Carreirão (CRM/SC 18545 – RQE 14991), Dermatologista em Florianópolis/SC. 

Aqui na Clínica Carreirão, a prescrição dos nutracêuticos e os tratamentos dermatológicos são realizados de forma individualizada, de acordo com as necessidades de cada pessoa. Se precisar de ajuda, conte conosco!

Sobre o Autor

Marcela Carreirão
Marcela Carreirão
Formada em Medicina pela Universidade do Oeste Paulista, a Dra. Marcela Camera Carreirão (CRM/SC 18545 RQE 10574 e RQE14991) é especialista em Dermatologia pelo Instituto Superior de Medicina Dermatológica de São Paulo e especialista em Cirurgia Facial, Otorrinolaringologia pelo Hospital Paulista.

Possui título de especialista em Dermatologia pela Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD) e pela Associação Médica Brasileira (AMB); título de especialista em Otorrinolaringologia pela Associação Brasileira de Otorrinolaringologia e Cirurgia Cérvico Facial (ABORL CCF) e pela Associação Médica Brasileira (AMB).

Também é membro titular da Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD), membro titular da Academia Americana de Dermatologia (AAD), membro titular da Associação Brasileira de Otorrinolaringologia e Cirurgia Cérvico-Facial e membro da Academia Brasileira de Cirurgia Plástica da Face.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *