Como escolher o cirurgião certo para sua Rinoplastia?

Publicado em: 19/05/2021

cirurgião

A Rinoplastia é uma das cirurgias plásticas que exigem mais cuidados para ser realizada. O cirurgião deve ter conhecimento e ser capacitado para tratar tanto a estética como a função respiratória do nariz.

Escolhendo o médico especialista ideal

O primeiro passo a ser dado ao decidir pela Rinoplastia é procurar um médico cirurgião especialista qualificado.

Devido ao alto grau de complexidade da Rinoplastia e às inúmeras técnicas existentes, o paciente deve ficar atento. Portanto, é preciso pesquisar se, além de o médico possuir Título de Médico Especialista em Otorrinolaringologia ou Cirurgia Plástica, também possui foco de atuação em Rinoplastia.

Atualmente, devido a evolução das técnicas, este procedimento exige do médico Otorrinolaringologista ou Cirurgião Plástico uma dedicação quase exclusiva à Rinoplastia.

Escolhendo o cirurgião na rede social

As redes sociais (Instagram, Facebook, WhatsApp, TikTok, etc) são uma ótima ferramenta de busca. Elas permitem ao paciente ter um acesso mais rápido às informações sobre Rinoplastia.

Além disso, permitem conhecer os profissionais médicos de uma forma diferente. As fotos e textos podem dar uma ideia do nível de dedicação e conhecimento do profissional à Rinoplastia. Também permitem avaliar um pouco o lado humano e pessoal do profissional.

No entanto, alguns cuidados devem ser seguidos. As informações presentes nas redes sociais precisam ser filtradas e analisadas de forma criteriosa. Abaixo, algumas dicas:

  • Número de seguidores e interações: estas são métricas comumente utilizadas pelo público para avaliar um determinado perfil das redes sociais. Porém, na busca por um cirurgião para realizar sua Rinoplastia, nunca utilize isto como parâmetro de avaliação. Avalie o conteúdo do perfil e nunca se deixe iludir por números.
  • Fotos de pós-operatório: as imagens de pós-operatório imediato, realizadas ainda na sala de cirurgia, são válidas. Elas servem como mais um parâmetro que auxilia tanto o médico como o paciente na avaliação e seguimento de pós-operatório.  Contudo, é importante lembrar que o resultado final de uma Rinoplastia somente pode ser avaliado, em média, após 12 meses da cirurgia. Este é o melhor momento para realizar as fotos do antes e depois de uma Rinoplastia.
  • Pacientes reais: procure conversar com pacientes reais, de preferência, de sua cidade e região, que já realizaram uma Rinoplastia com o cirurgião que você está pesquisando. Pergunte como foi a sua experiência em todas as etapas que cercam uma Rinoplastia. Entre elas, as consultas de pré-operatório, o suporte da equipe, o dia da cirurgia e a primeira semana de pós-operatório. Inclusive, o acompanhamento pós-operatório ao longo dos 12 meses após a cirurgia.
  • Grupos: muito cuidado com os grupos das redes sociais (Facebook, Instagram e Whatsapp). Compartilhar experiências, ouvir dicas e aprender um pouco mais sobre o assunto é sempre válido. Mas aqui também é necessário filtrar as informações e avaliar os depoimentos de forma criteriosa. Por isso, conversar com pacientes reais do médico que você está pesquisando sempre é a melhor alternativa.

“As Redes Sociais são uma excelente ferramenta de busca e pesquisa. Porém devem ser utilizadas de forma criteriosa e suas informações devidamente filtradas. Assim, é interessante que o paciente use as redes sociais como o ponto de partida na busca por um cirurgião. Mas jamais deve ser utilizada como único ou principal critério de avaliação.” O Dr. Waldir Carreirão Neto, Otorrinolaringologista e Cirurgião da Face (CRM/SC 10892 – RQE 8167).

Escolhendo o cirurgião pelo preço

O fator preço, sem dúvida, deve ser levado em consideração na contratação de qualquer tipo de serviço. Na Rinoplastia, isso não é diferente. Porém, o critério preço, na tomada de decisão de qual o cirurgião ideal para realização do seu procedimento, não deve ser utilizado como critério único ou principal.

Em nossa clínica, recebemos muitos pacientes que realizaram Rinoplastias anteriores em outros locais e agora buscam a chamada Rinoplastia Revisional. Como vimos, problemas numa primeira Rinoplastia (Rinoplastia Primária) podem causar alterações estéticas e funcionais no nariz. E isso gera, além de uma insatisfação com a forma do nariz, também dificuldades para respirar, por exemplo.

A Rinoplastia Revisional é o procedimento cirúrgico realizado para corrigir disfunções estéticas e funcionais no nariz de pacientes que já passaram por uma Rinoplastia. Na Rinoplastia Revisional geralmente há necessidade de se buscar cartilagem em outras regiões do corpo (costela e orelha) para sua realização.

Assim, a complexidade do procedimento, seu tempo cirúrgico e o período de recuperação pós-operatória costumam ser maiores. Além disso, consequentemente, seu preço também costuma ser maior quando comparado a uma Rinoplastia Primária.

“A análise do Preço da Rinoplastia é inevitável e deve fazer parte dos critérios analisados durante o processo de escolha do cirurgião. Porém, não deve ser o primeiro critério de avaliação na tomada de decisão. Procure, antes de mais nada, por médicos cirurgiões especialistas e dedicados à Rinoplastia. Eles devem ter um bom currículo e qualificação técnica e científica. Precisam participar de eventos científicos e se atualizar constantemente. Devem possuir pacientes reais e satisfeitos com seus resultados a longo prazo (mais de 12 meses).” – Dr. Waldir Carreirão Neto, Otorrinolaringologista e Cirurgião da Face (CRM/SC 10892 – RQE 8167).

Feito isto, caso você encontre mais de um cirurgião que preencha esses requisitos, utilize o preço como critério de desempate entre esses profissionais qualificados.

Critérios para escolher um bom cirurgião

Vimos que escolher o médico cirurgião apenas pelas redes sociais e pelo preço pode não ser uma boa ideia.

Segue abaixo uma lista com os critérios para escolher o seu médico cirurgião mais adequado para sua rinoplastia.

  • Verificar o currículo: Onde o cirurgião se formou? Onde fez a residência médica? Quais as especializações o médico realizou na área específica do Nariz e da Face?
  • Verificar o tempo de atuação na área: Experiência faz a diferença na Rinoplastia. Há quanto tempo o médico realiza esse tipo de procedimento? Ele tem a Rinoplastia como foco de atuação?
  • Verificar as atualizações: O médico cirurgião participa de cursos e congressos? É palestrante frequente desses eventos? Conhece e utiliza as tecnologias mais atuais na área? Oferece as técnicas mais atuais no campo da Rinoplastia aos seus pacientes?
  • Verificar resultados reais: Conversar com pacientes reais que já tenham realizado sua Rinoplastia com o médico que você está pesquisando é fundamental. Conhecer resultados de longo prazo (12 meses de pós-operatório) comparando as fotos do antes e depois também ajudam a realizar uma avaliação mais precisa. 

Somente após selecionar o profissional por esses critérios é que indica-se usar as redes sociais e até o preço como critério de desempate. Afinal, você já terá escolhido um profissional qualificado e experiente.

Após isso, o paciente deve marcar a consulta. Ela serve não só para que o cirurgião avalie o caso, mas também para que o paciente conheça a metodologia do profissional.

Clique aqui e veja como é realizado o planejamento da rinoplastia.

Entre em contato conosco! O Dr. Waldir Carreirão Neto é Otorrinolaringologista, com Complementação Especializada em Cirurgia Plástica Facial, e atuação com ênfase em Rinoplastia e Cirurgias Nasais.


Sobre o Autor

Waldir Carreirão
Waldir Carreirão
O Dr. Waldir Carreirão (CRM/SC 10892 RQE 8167) possui Residência Médica em Otorrinolaringologia no Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP, com título de Especialista em Otorrinolaringologia e Cirurgia Cérvico Facial pela Associação Brasileira de Otorrinolaringologia e Cirurgia Cérvico Facial e Associação Médica Brasileira (AMB).

Também realizou Complementação Especializada (Fellowship) em Cirurgia Plástica Facial e Doutorado pela Faculdade de Medicina da USP. Atualmente, é membro da Associação Brasileira de Otorrinolaringologia e Cirurgia Cérvico Facial, membro titular da Academia Brasileira de Cirurgia Plástica da Face e membro da International Federation of Facial Plastic Surgery Societies (IFFPSS).

É Professor Adjunto de Otorrinolaringologia da Graduação de Medicina da Universidade Federal de Santa Catarina e Médico Otorrinolaringologista no Hospital Universitário da UFSC. Sua área de atuação dentro da Otorrinolaringologia possui Ênfase em Rinoplastia e Cirurgias Nasais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *